Entre um trabalho e outro, dou uma paradinha... só para respirar. Passo por aqui e imagino estar entre almofadas ou sentada no tapete. Leio, escuto música, relembro filmes e trilhas sonoras (eu adoro !!!). Penso até no que incomoda ou revolta...não fujo! Lembro das amizades presentes e distantes, dos momentos felizes, engraçados ou picantes. Sinto saudade. Reorganizo as idéias e aí dá para relaxar. De quando em quando penso no trabalho ou assuntos voltados à minha área de atuação, mas não é este o objetivo principal. Quando sobra tempo, deixo uma postagem sobre estes temas e quero muito agradar. Vem comigo ! Deixe um comentário ou mande um e-mail. Vou adorar !

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

"Mensagem de Ano Novo" - com "Carlos Drummond de Andrade"

Queridos,
Sinto-me feliz por ter estado com vocês.
Resta-me desejar um feliz natal e muita alegria no ano vindouro.
Nesta fase do ano sempre pensamos "puxa como passou rápido", "não deu para fazer a metade do planejado", "o ano que vem vai ser diferente". Penso que isso aconteça com a maioria das pessoas. O tempo passa, as alegrias passam, as pessoas passam,...nós nos distanciamos de quem gostamos por uma série de motivos, perdemos pessoas queridas e muitas vezes nem nos lembramos qual foi a última vez que a vimos...nos omitimos, deixamos de aceitar o que sentimos por motivos inexplicáveis...deixamos de conhecer pessoas que podem mudar o rumo de nossas histórias ou, tornarem-se amigos queridos de toda uma vida, esquecemos que ainda existe o telefone, basta ligar e dizer "oi" e por aí vai....Pensamos novamente "o ano que vem vai ser diferente". Charles Chaplin já dizia que "...pensamos em demasia e sentimos bem pouco". O verdadeiramente incrível de tudo isso é que realmente o ano que vem pode ser diferente. Divagando em meus pensamentos lembrei-me do poema que abaixo deixo para que leiam. Será bom que façam isso. Após, deixo um belo cartão-vídeo. Acredito que irão gostar do solo.


Recomeçar...

Não importa onde você parou …
em que momento da vida você cansou…
o que importa é que sempre é possível e necessário “Recomeçar”.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo…
é renovar as esperanças na vida e o mais importante…
acreditar em você de novo…
Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado.
Chorou muito? Foi limpeza da alma.
Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia.
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para “chegar” perto de você.
Recomeçar…
hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar?
Ir alto… sonhe alto…
queira o melhor do melhor…
pensando assim trazemos pra nós aquilo que desejamos…
Se pensarmos pequeno coisas pequenas teremos ….
Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar em nossa vida.
“Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.”

Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

"Partida e Chegada" - Descanse em Paz Dula !!!

Nesta semana, meu parceiro perdeu sua irmã, a "Dula" (Conceição de Maria). Todos estão muito tristes. Eu sinto muito e peço à Deus que fortaleça o coração da família. Sabemos que inexiste remédio que faça passar essa dor e, somente o tempo e nosso Pai Maior poderá amenizar, embora nada fará esquecer. Descanse em paz Dula !!! 






 
PARTIDA E CHEGADA...
 
Henry Sobel, por ocasião da morte de Mário Covas contou a seguinte parábola:

"Quando observamos, da praia, um veleiro a afastar-se da costa, mar adentro, impelido pela brisa matinal,

estamos diante de um espetáculo de beleza rara.

O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor.

Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa,

onde o mar e o céu se encontram.

Quem observa o veleiro sumir na linha do horizonte, certamente exclamará: "já se foi".

Terá sumido? Evaporado? Não, certamente.

Apenas o perdemos de vista.

O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós.

Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas.

O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver.

Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro,

e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível dizemos: "já se foi".

Terá sumido? Evaporado? Não certamente..

Apenas o perdemos de vista.

O ser que amamos continua o mesmo, suas conquistas persistem dentro do mistério divino.

Mas ele continua o mesmo.

E talvez, no exato instante em que alguém diz: "já se foi", haverá outras vozes, mais além, a afirmar:

"lá vem o veleiro" !!!

Assim é a MORTE.

Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necessita.

E é assim que, no mesmo instante em que dizemos:

"já se foi",

no além, outro alguém dirá :

"já está chegando".

Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a vida.

Na vida, cada um leva sua carga de vícios e virtudes, de afetos e desafetos,

até que se resolva por desfazer-se do que julgar desnecessário.

A vida é feita de partidas e chegadas.

De idas e vindas.

Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada.

Assim, um dia, todos nós partimos como seres imortais que somos,

todos nós, ao encontro Daquele que nos criou".

Forte abraço à família,

com carinho,

Marcinha

sábado, 11 de dezembro de 2010

"Cidade dos Anjos"

"Cidade dos Anjos" (City of Angels), é um filme de 1998 produzido pelos Estados Unidos e Alemanha, do gênero romance, dirigido por Brad Silberling. O filme conta a história de um anjo, encarregado de tomar conta de Los Angeles e que se apaixona por uma mortal, uma cirurgiã que ficou arrasada quando perdeu um paciente durante uma operação. O amor faz com que ele pense em desistir da eternidade para ficar com ela. Trata-se de um filme muito especial. Adorei assistí-lo. Lembro-me que o assisti no Shopping Brasilia, em Brasilia quando realizava o treinamento da Academia Nacional de Polícia. Claro, no final de semana. A trilha sonora é ótima e Nicolas Cage (Anjo Seth) e Meg Ryan (cirurgiã) estavam ótimos nas personagens. Caso não tenham assistido, assistam.  Deixo o vídeo da música tema do par romântico, bem como, a carta de Seth.  


 
"Carta de Seth"

Sou feito de sentimentos, emoções, de luz, de amor.
Sou a voz que ouves quando pedes um conselho,
sou quem te toma nos braços quando necessita...
Talvez, agora, enquanto lê essas palavras,
eu esteja aí,
ao teu lado,
olhando dentro dos teus olhos
como quem quisesse enxergar
o que teu coração demonstra...
Mais tarde... à noite,
quando te deitas...
sou quem nina teus sonhos
sentado ao teu lado
esperando enquanto dormes...
dizendo que tudo vai ficar bem.
Se ao menos pudesses me perceber,
se notasse o que sinto ao teu lado.
Basta quereres,
basta por alguns instantes esquecer teus problemas,
fechar os olhos, como se nada mais existisse,
e me deixar chegar perto de ti... te abraçar...
Sinta meu coração batendo ao compasso do teu...
Sinta que não está só, nunca esteve!
Apenas esqueceste de olhar mais
com os olhos do teu coração...
Então abra os olhos... veja os meus... me conheça.
Ah... quem sou eu pra pedir que me notes?
Apenas um anjo
que se entrega, se rende...
se deixa levar por emoções,
que desconhece o que é errado...
Apenas um anjo vagando por estrelas,
Nuvens, pelo céu escuro da noite...
olhando pelos outros,
despertando amores, anseios,
paz nas almas que fraquejam!
Sentado ali de cima
te olhando... te observando...
deixando, às vezes, uma lágrima cair
para se fazer uma gota de orvalho
que beijará teus lábios...
Lágrima essa
por não poder nada mais que
apenas te ver... te sentir...
sem poder te tocar.
Manifesto-me para ti através de pequenos gestos,
como um sorriso sincero
nos lábios de alguém que não conheces,
o toque de uma criança a te fazer carinho...
Palavras escritas nas páginas de um livro
que te chamam atenção,
palavras que mexem e emocionam o coração...
ditas do nada, como um sussurro em teu ouvido...
E se um dia uma brisa leve e suave
tocar teu rosto, não tenhas medo,
é apenas minha saudade
que te beija em silêncio.
Os humanos têm um hábito muito peculiar
de julgar seus semelhantes pela aparência,
de rotular pessoas as quais nunca viram...
apenas pelo modo como ela se apresenta...
Me assusto algumas vezes ao perceber
como o ser humano permite se enganar
com embalagens, com invólucros!
Deixa muitas vezes de ter ao lado verdadeiros tesouros...
Amizade sincera, lealdade, companheirismo...
Simplesmente por não ter gostado do rosto do indivíduo.
Imagine uma roseira cheia de espinhos,
ninguém acreditaria que dela pudesse brotar
uma rosa tão bela, sensível e delicada!
É do interior que nascem as flores.
Pude conhecer teu interior...
me deparei com uma flor linda... e com muitas qualidades.
Muitas vezes é melhor sermos o que realmente somos...
a viver como as pessoas acham que deveríamos ser...
Não existe ninguém melhor ou pior que ninguém...
apenas diferentes umas das outras
e são essas diferenças que mostram quem realmente elas são.
dizendo coisas que me aparecem dentro do peito,
contando o que se passa em mim,
como se estivesse desabafando...
Deus fez os anjos para cuidar dos seres humanos,
mas quem cuidará de nós?
Continuarei aqui...
meio que escondido, ao teu lado,
te olhando, te sentindo...
esperando que um dia
deixes seu coração “olhar” e me ver...
Finalmente eu poderia te mostrar
o quanto és especial pra mim.
Tento traduzir emoções que nunca senti antes,
algo realmente novo pra mim...
Sincero... Verdadeiro!
Tu és um poema deixado no ar,
palavras implorando para viver!
Tu és como aquela estrela que o dia não vê...
que espera a noite chegar para poder brilhar no céu!
E quando entoas uma canção de amor
saiba que ela contem as doces palavras
que sempre sussurro ao teu coração...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

"Novela da Cor do Pecado" e minhas lembranças...






Várias gravações da "Novela Da Cor do Pecado", da Rede Globo aconteceram no Maranhão. Em 2004, eu ainda morava por lá e me encontrava num ritmo acelerado de trabalho. Sequer assisti a uma gravação da novela e nem mesmo tirei fotos e peguei autógrafo. Isto é incrível, pois sabem como sou tiete, não é? O centro histórico, onde as gravações ocorreram, também conhecido como Reviver, foi eleito pela Unesco como Patrimônio Histórico da Humanidade. Lá também foi filmado "Carlota Joaquina". Após o trabalho, quando  chegava em casa, tomava o meu banho, morrendo de calor e corria pro quarto, onde ficava meu ar condicionado e de lá só saía se fosse muito necessário. Trago boas lembranças da Ilha do Amor, como é conhecida a Ilha de São Luis, capital do Estado.  Contei essa história pois naquela novela fazia parte da trilha sonora a música "Vou Deixar", do Skank (eu adoro!). Todas as vezes que a ouço fico bem. Naquele mesmo ano, esta música ganhou o Prêmio Multishow de Música Brasileira, que aconteceu no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Além das gravações que ocorreram no Reviver (São Luis), algumas cenas também foram gravadas nos Lençóis Maranhenses, considerado um dos lugares mais lindos do planeta, pela revista Viagem. Deixo o vídeo da música "Vou Deixar" e também um vídeo onde algumas cenas foram gravadas com o par romântico Reynaldo Gianecchini e Thais Araújo. Ah! a trilha deles na cena é de Cássia Eller - Palavras ao Vento, também bela canção.   

Além das músicas mencionadas, na trilha sonora o telespectador ainda pode ouvir "Samba do Approuch e "Você Me Vira a Cabeça", dos maranhenses Zeca Baleiro e Alcione, bem como, "É Você" dos Tribalistas. Também deixo o vídeo "É Você" abaixo.  

As músicas são assim, sempre deixam um rastro. Pode passar o tempo que for e nem lembrarmos de determinado fato ou acontecimento, mas basta ouvirmos  aquela música para sermos transportados, como numa viagem ao tempo. Você também tem alguma lembrança de alguma música ? Conta pra gente !




Abraços,

Marcinha   

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Eu Sei e Você Sabe - Vinicius de Morais



Tive a oportunidade de conversar com Fred Rossi. Último empresário de Vinicius de Morais. Para mim, realmente, foi um grande prazer. Tenho dúvidas acerca de algumas idéias que surgiram e que gostaria de realizar. Ele se ofereceu para me orientar, se o caso. Muito obrigada !

Quanto a Vinicius, não há nem o que dizer de tão especial que é (para mim ele não foi, será sempre!). É incomparável sua inspiração. Gosto muito de tudo que escreveu e dentre elas, destaco a poesia "Eu Sei e Você Sabe". Aqui ela foi  cantada por Leila Pinheiro e Ruy Veloso (Eu não existo sem você), embora possua outras intepretações. Ficou lindo !!!!


 


Deixo a poesia:

Eu Sei e Você Sabe
de Vinícius de Moraes

Eu sei e você sabe
Já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo
levará você de mim

Eu sei e você sabe
Que a distância não existe
E todo grande amor
Só é grande se for triste

Por isso, meu amor,
Não tenho medo de sofrer
Pois todos os caminhos
Me encaminham a você

Assim como o oceano
Só é belo com o luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar

Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer

Assim como viver sem teu amor
Não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Amigo é Coisa Para se Guardar do Lado Esquerdo do Peito

O vôo chegou no horário (07:00h) e eu me encontrava colada ao desembarque esperando a Kath. Meu coração estava à mil, pois há seis anos não nos víamos. Adoro a Kath, na verdade seu nome é Katherine. Ela é daquelas delegadas de polícia como poucas. Destemida, trabalhadora, amante da justiça ... Parece até que saiu de um filme policial. Certa vez, levei um grande susto, pois ao abrir o jornal, deparei-me com a notícia de que um preso perigoso, cujo nome não me recordo, havia fugido da cadeia anexa à Delegacia onde Kath trabalhava. Vários presos conseguiram fugir, mas ele foi pego pelos policiais em razão de ficar entrando de sala em sala da delegacia com o fim de encontrar a Kath. Depois ele confessou que  queria matá-la, pois, afinal, fora ela quem o prendera. Imaginem !!!  Ainda bem que ela não estava lá. Voltando ao assunto, quando a Kath saiu pelo portão do desembarque, beijos e abraços e fomos para o carro. Eu estava tão empolgada que não parava de falar. Ela me dizia que iria ficar quatro dias, então, iria me deixar falar dois dias e os outros dois ela é quem falaria. Só sei que naquele primeiro dia fui dormir com dor no maxilar. A Kath disse que eu falei demais. Então, do Aeroporto fui mostrar Guarulhos pra ela. Tomamos café na Padaria "Maria Cereja". Depois fomos para casa. Ela conheceu meus filhotes e à tarde fomos para Sampa (capital). Passeamos pela Avenida Paulista, encontramos com o Aloizio, um grande amigo que não víamos há  uns dez anos. Nem acredito que já fazia tanto tempo. Puxa, como a gente se distancia das pessoas que amamos, não entendo como pude ficar tanto tempo sem vê-los. Almoçamos em Pinheiros. Conheci o ex-goleiro Gilmar, pois ele é amigo de Aloizio. Foi muito legal. Na sexta-feira, advinhem, fomos para a 25 de março.  Nem preciso dizer o que fomos fazer, né?  De noite fomos para o Credicard Hall. Assistimos ao show de Fábio Júnior. Foi incrível. Adoramos! Ele interpretou as canções que já conhecemos, mas é sempre bom relembrar. Até me peguei chorando quando ele cantou "Pai". Adorei a participação do tenor Thiago Arancan. No caminho de volta, pela Marginal Pinheiros, gravei a estrada. A noite paulistana, com sua iluminação é maravilhosa. Viajei em meus pensamentos.Veja as fotos e também os vídeos. Claro que não ficaram muito bons, mas deu para registrar. Em Guarulhos a Kath conheceu o "Bosque Maia", o "Lago dos Patos", a "Padaria Favos de Mel" , a "Gelateria da Paulo Faccini". Só não deu para ir ao Show do músico guarulhense Amauri Falabella (Desculpe meu querido amigo). Conversamos, lembramos do passado, rimos muito e folheamos álbuns de fotografias. No domingo a deixamos no Aeroporto, pois seu vôo era às 23:00h. Passou tão rápido. Assim como a vida. Tudo passa tão rápido. Quando nos damos conta já se foi. E aí ficamos com aquela sensação que faltou alguma coisa.  "E o coração de quem ama, fica faltando um pedaço", diria Djavan. 

Minha amiga, adorei ver você. Beijos à Tia Eunice, Jaqueline, Carol, tio Assis, Werley e Heitor. Vocês são minha família de São Luis do Maranhão. Jack, lembrei-me muito de você. Lembra do CD do "Peninha" que você me deu? Tenho guardadinho. O Fábio Junior interpretou várias músicas dele.

Abraços aos amigos.

Deixo algumas fotos para recordar sua estada em Sampa e volte sempre.


       







segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dia do Músico - 22 de novembro

Euterpe 
Vocês já imaginaram como seria a vida se não existisse música? Se pessoas talentosas  decidissem não mais mostrarem ao mundo os sons maravilhosos que podem sair de um instrumento, de vários e até de suas cordas vocais? Não consigo imaginar a vida sem música. Aliás, até penso que música e vida são palavras sinônimas. Uma depende da outra. Hoje, é dia do músico - 22 de novembro e por isso, parabenizo todos os músicos que nos encantam com suas obras, peças, composições, interpretações e inclusive, aqueles que muitas vezes nem percebemos: arranjadores, maestros,  produtores musicais etc.
Deixarei aqui um pouquinho da história deste dia. É sempre bom saber, não é ?
Dia 22 de novembro é o Dia do Músico. Quem não gosta de cantarolar, dançar, interpretar ou simplesmente ouvir uma boa música? Ao longo dos anos a música teve papel importante, sendo alvo inclusive de censura, tanto as letras quanto os próprios músicos. Aliás, músico é uma profissão pouco reconhecida. Muita gente acha que músico é aquele que tem dom e, por isso, se dá bem na vida, sem precisar trabalhar. Porém, a verdade é bem diferente. Com ou sem um dom nato, o músico precisa estudar muito. Hoje em dia, já existe até curso de nível superior para formar esses profissionais. O que muita gente não sabe, é que existem quatro maneiras de um profissional ser considerado um músico. Ele pode ser arranjador, intérprete, regente ou compositor.
A história do Dia do Músico começou com a promulgação da Lei nº 3.857, de 22/12/1960. O dia de comemoração é 22 de novembro, pois esse é o Dia de Santa Cecília, considerada padroeira dos músicos. A tradição conta que Cecília, quando jovem, cantava com tanta doçura que certa vez um anjo desceu do céu só para ouvi-la cantar. Existe também uma história da mitologia grega que narra um acontecimento marcante que gerou, a pedido dos deuses, nove musas para cantar as suas vitórias. Uma delas chamava-se Euterpe, considerada a musa da música, chegando a fazer parte do cortejo de Apolo, o deus da música. 
Abraços
Marcinha

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Almir Sater em Guarulhos

ALMIR SATER, na verdade Almir Eduardo Melke Sater, nasceu em Campo Grande, aos 14 de novembro de 1956. É violeiro, compositor, cantor e ator brasileiro. Gosto demais das composições dele. Nos shows ele brinca com o público, dizendo que “não entendo por que acham que sou sertanejo, eu sou é roqueiro”. Ele esteve em Guarulhos, no Teatro Adamastor e no decorrer do show alguém pediu para que se levantasse, pois queria vê-lo em pé, foi quando respondeu “Por quê vou fazer em pé o que posso fazer sentado”. Ele é realmente é demais. Cantou todas as canções que a gente adora (Tocando em Frente, Chalana e também inéditas). Além da banda, encontrava-se a seu lado RODRIGO SATER, seu irmão, que também nos prestigiou cantando uma música. AMEI. As imagens abaixo foram filmadas por mim. Desculpem-me, não ficaram boas, mas dá pra ter uma noção do que foi o show.
Abraços,

Marcinha






terça-feira, 9 de novembro de 2010

Viver e não ter a vergonha de ser feliz...

Gonzaguinha, na verdade, Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior, nasceu no Rio de Janeiro em 22 de setembro de 45. Possui um repertório imenso de músicas compostas e interpretadas por ele e por diversos cantores. Em 1991, num trágico acidente automobilístico veio a falecer. Deixou uma legião de fãs por todo o Brasil e até no exterior. Foi e sempre será um grande poeta. Deixo este samba que muitos classificam como reggae: O que é, o que é? É uma das letras que mais gosto dele. Aqui ele nos lembra a importância de se estar vivo e aconselha que vivamos intensamente. Sem medo. Sem vergonha. Vamos lá? Ah, deixo o vídeo também, para que curtam.

Abraços !!!


Eu fico com a pureza da resposta das crianças:
É a vida! É bonita e é bonita!
Viver e não ter a vergonha de ser feliz,
Cantar, e cantar, e cantar,
A beleza de ser um eterno aprendiz.
Ah, meu Deus!
Eu sei e eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será,
Mas isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita!
simbora povo
Viver e não ter a vergonha de ser feliz,
Cantar, e cantar, e cantar,
A beleza de ser um eterno aprendiz.
Ah, meu Deus!
Eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será,
Mas isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita!
E a vida?
E a vida o que é, diga lá , meu irmão?
Ela é a batida de um coração?
Ela é uma doce ilusão? ê ô
Mas e a vida? Ela é maravilha ou é sofrimento?
Ela é alegria ou lamento?
O que é? O que é, meu irmão?
Há quem fale que a vida da gente é um nada no mundo,
É uma gota, é um tempo que nem dá um segundo,
Há quem fale que é um divino mistério profundo,
É o sopro do criador numa atitude repleta de amor.
Você diz que é luta e prazer,
Ele diz que a vida é viver,
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é, e o verbo é sofrer.
Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé,
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser,
Sempre desejada por mais que esteja errada,
Ninguém quer a morte, só saúde e sorte,
E a pergunta roda, e a cabeça agita.
Fico com a pureza da resposta das crianças:
É a vida! É bonita e é bonita!
Viver e não ter a vergonha de ser feliz,
Cantar, e cantar, e cantar,
A beleza de ser um eterno aprendiz.
Ah, meu Deus!
Eu sei e eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será,
Mas isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita!
Viver e não ter a vergonha de ser feliz,
Cantar, e cantar, e cantar,
A beleza de ser um eterno aprendiz.
Ah, meu Deus!
Eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será,
Mas isso não impede que eu repita:
É bonita, é bonita e é bonita!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

"História de Sophia" - "Transplante Hepático" - "Atresia de Vias Biliares"

- Estávamos, Antonio Pedro e eu, no consultório da Doutora Gilda. Decidimos levar Sophia, nossa filhinha até lá, em razão dela, com quatro meses, ainda encontrar-se ictérica, ou seja, "amarelinha". Aguardávamos a análise dos exames, uma vez que Sophia já havia sido examinada.

Doutora Gilda Porta, especialista em doenças de fígado infantil, olhou-nos e sem escolher palavras decretou “olha, sua filha possui "Atresia de Vias Biliares", uma doença muito grave, sem tratamento e sem cura. Ela irá morrer se não for submetida a um transplante de fígado”. Imagine, eu não acreditava no que ouvia, meu chão se abriu e a impressão que tive foi de que tudo acontecia em camêra lenta. Aquelas palavras soavam repetidas vezes aos meus ouvidos, como um eco. Olhei para o Antonio Pedro e desabei a chorar. A idéia que eu tinha de transplante era muito ruim e desvirtuada, pois lembrei-me das diversas pessoas que aguardam em filas de espera e acabam morrendo sem o órgão.

A doutora, então, anunciou “mas, tem uma boa notícia. O fígado é um órgão que pode ser transplantado “inter-vivos” e a compatibilidade é apenas sanguínea, ou seja, se um de vocês possuirem o mesmo tipo sanguíneo poderá doar parte do fígado a ela. E mais, o fígado é o único órgão que se regenera”. Tais palavras trouxeram alento, mas não abrandaram a dor que destruía meu coração. Eu não entendia o que tinha feito de errado. Nós, mães, sempre achamos que deixamos de fazer alguma coisa. A Sophia era uma criança alegre já aos quatro meses, sorridente, embora não se alimentasse bem e não dormisse bem. Lembro-me que nós revezávamos para ficar acordados. Ela chorava muito e depois da descoberta da doença é que entendemos o motivo.
Em um mês todos os exames foram realizados. Éramos compatíveis e ele decidiu doar parte de seu fígado. A cirurgia foi feita no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo com a equipe do Doutor Paulo Chap Chap. Durou mais de dez horas e foi um sucesso. Ambos, o pai e a filha estão ótimos. Ela leva uma vida normal como qualquer outra criança.

Decidi contar esta história, para alertar às pessoas que nem todo médico é gente. Existem muitos que são açougueiros, carniceiros e  mercenários, travestidos de médico. Não  estudam, não se atualizam, não sentem amor ao próximo e pouco se importam com a dor dos outros, condição, a meu ver, “sine qua non” para escolher tal profissão.

Antes de descobrir a doença de Sophia eu já havia a levado a dois pediatras que mandaram dar banho de sol, apesar dela apresentar todas as características da doença (com a barriguinha grande, olhos e corpinho amarelo ....). Ela perdeu a oportunidade de realizar a cirurgia de Casay, que poderia evitar o transplante, ou seja, impedir que seu fígado fosse jogado na lata do lixo(como aconteceu). Mas, esta cirurgia somente possui 20% de chance de dar certo se realizada até os dois meses de idade, o que já havia se passado, graças aos médicos ficarem dizendo para dar banho de sol, pedindo para aguardar e  receitando medicamentos paliativos etc.

Confesso que sou revoltada com isso!!! Então, àqueles que estiverem lendo, digo: não aceitem uma única opinião sobre doença alguma, ouçam outros médicos e procurem o melhor. Antonio Pedro, pai de Sophia, apesar de ser médico, também confiou nos primeiros atendimentos, acreditando na idoneidade dos colegas. Fico imaginando um leigo...o filho teria morrido como acontece todos os anos. Mas, agora, o importante é que ela está bem e também já tem um irmãozinho para lhe fazer companhia, o Marquinhos. Por isso,  somente voltei a trabalhar no ano passado, agora como advogada, quando a Sophia foi liberada para freqüentar a escolinha. Na época, quando deixei o hospital, sai com duas folhas de medicamentos para que fossem ministrados todos os dias, em vários horários. Eu  precisava acompanhá-la. Não dá para deixar na mão de babá, não é? Minha vida foi adiada, mas valeu a pena. Dia 24 de outubro passado Sophia fez cinco anos e está ótima. É inteligente, já é alfabetizada e conversa fazendo caras e bocas e com todos os "ss" no lugar. Linda !!!  Agradeço à Deus, à Dra. Gilda Porta, ao querido Dr. Paulo Chap Chap e a todos que de maneira direta ou indireta estiveram, juntamente conosco, lutando pela vida de Sophia. Obrigada !

Abraços,

Marcinha

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Nasci sob o signo de libra

Antes, quero parabenizar todos os librianos que passam por aqui. Adoro meu signo, apesar das incertezas. (quem não as tem). Quando me perguntam se acredito em horóscopo, costumo dizer que "posso até não acreditar, mas que eles existem, existem". Sabe, não tenho certeza e não me preocupo com isso. Não sou daquelas que não sai de casa sem antes olhar o que o horóscopo diz. Mas que algumas características da minha personalidade coincidem muito, ah! isso sim.  Sei que algumas relações entre os movimentos terrestres e celestes existem efetivamente. Muitas delas foram observadas desde sempre, especialmente no período do chamado desenvolvimento agrícola da humanidade: por exemplo, como a influência da Lua nas marés, o crescimento das plantas ou mesmo a fertilização e nascimento de bebês, a menstruação feminina etc. Outras foram descobertas mais recentemente, como a estranhíssima paridade entre o tempo das conjunções planetárias e o de certas reações químicas com metais em estado gelatinoso, notada por Rudolf Steiner e depois confirmada pelo químico dinamarquês Nicholas Kollerstrom. Outros cientistas estudam as influências das energias solares sobre os produtos químicos e outros.  Olha só, já no século 13, São Tomás de Aquino, na "Suma Contra os Gentios", considerava não somente viável, mas necessário o estudo dos fenômenos que possam de algum modo afetar o organismo humano e, por meio dele, modificar a conduta dos seres humanos. Percebem como os astros tem influência em tantas coisas? Por quê também não em nossas características pessoais? Sou nativa de Libra.  Nasci no dia 18 de outubro. É o dia que se comemora também o dia do médico (só para lembrar). Então, decidi falar um pouquinho sobre meu signo. Depois, vocês que são próximos, pensem e reflitam. Será que sou assim? 

Na mitologia grega, fala-se desse nativo da seguinte forma: Filha de Gaia e Urano, a deusa Têmis personifica a lei e a ordem divinas. Quando pequena, foi salva por sua mãe da loucura de Urano e entregue para ser criada pelas Moiras, deusas antigas que manejavam a Roda da Fortuna, determinando o destino dos homens. Foi com as Moiras que Têmis aprendeu sobre a ordem natural e cósmica das coisas. Tornou-se mãe das Horas, que determinavam a progressão ordenada do tempo, das estações e dos ciclos. Carregava uma balança, instrumento que se tornou o símbolo da constelação de Libra. Todos os anos, por duas vezes, o Sol se posiciona no mesmo plano da linha do equador de nosso planeta, fazendo com que os dias e as noites tenham a mesma duração, ou seja, estejam em equilíbrio. Este acontecimento astronômico recebe o nome de equinócio. Um deles marca o início do outono, quando astrologicamente o Sol entra no signo de Libra. É por este motivo que este signo é representado por uma balança, recebendo este nome, libra, que em latim significa balança. Nossa ! quando li essa relação do nativo de libra com a deusa Têmis, fiquei impressionada. Eu gosto demais da história desse mito. Inclusive, ela é a deusa da Justiça e foi meu primeiro post.


Libra é o signo regente natural da sétima casa do nosso mapa astrológico. É regido pelo planeta Vênus. Signo do elemento Ar. Significa que está oposto ao ascendente. Como o ascendente é o que impulsiona nossa vontade, nossas atitudes individuais, o que está se oponto a isto é a vontade do outro.

Libra é a atenção e a dedicação ao outro. É tudo o que se refere a relacionamentos: sociedades, acordos, casamentos e parcerias. Por ter a vontade voltada ao próximo, Libra é diplomático. Compartilha com Touro a regência do planeta Vênus, daí seu bom gosto artístico e estético e a atração pelo belo e simétrico. Valoriza a companhia. Pode conhecer e cumprimentar todo mundo que vive a seu redor. Tendo dificuldade em assumir uma decisão, costuma ver os dois lados de uma situação. Adora ver tudo combinando e pode ser aquela pessoa que ajeita um quadro na parede da casa do amigo.

Os librianos não suportam a solidão e, muitas vezes, para não ficarem sozinhos, acabam por se submeter  à vontade do parceiro. Estes indivíduos acabam por se tornar indecisos e inseguros.

A área dominada pelo signo de Libra no nosso mapa astrológico é onde somos conciliadores, equilibrados e com bom gosto, apesar de um tanto indecisos.


CELEBRIDADES LIBRIANAS

Miguel Falabella, Mahatma Gandhi, John Lennon, Brigitte Bardot, Catherine Deneuve, Arthur Rimbaud, Friedrich Nietzsche, Julie Andrews, Michael Douglas, Sting, Luciano Pavarotti, Christopher Reeve, os escritores Cervantes, Oscar Wilde, Pedro Almodovar Caballero, Matheu Paige Damon, Sharon Osbourne, Catherine Ze-Jones, Glória Perez, Sheila Carvalho, Lobão, Cláudia Abreu, Hugh Michael Jackman (o Wolverine de X-Man), Denise Fraga, Fernanda Montenegro, Bárbara Paz, Glória Menezes, Bruce Springteen, André Marques, Paulo Ricardo, Karina Back, Tarcísio Meira, Kate Winslet, José Mayer, Gisele Itiê, Cléo Pires, Will Smith, Dan Stulback, Gal Costa, Caco Ciocler, Dennis Carvalho, Marcos Frota, Daniel Filho...Ufa! e muitos outros.

Encontrei este vídeo que fala sobre o nativo de Libra. Dêem uma olhadinha:

 

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Amor - "O teste de fogo da verdade" - "Osho"

Quem é Osho?
Osho, indiano,  é um dos mestres espirituais mais provocativos do século XX. Desde os anos 70, ele chamou a atenção de todos que se interessavam por meditação e técnicas de autoconhecimento. Mesmo depois de sua morte, em 1990, seus ensinamentos continuam se difundindo pelo mundo, influenciando buscadores de todas as idades e países.
Disse ele: Nenhum relacionamento pode crescer se você continuar evitando se expor. Se você continuar sendo astuto, erguendo salvaguardas, se protegendo, só as personalidades se encontrarão e os centros essenciais continuarão sozinhos. Só a sua máscara estará se relacionando, não você.

Sempre que algo assim acontece, existem quatro pessoas no relacionamento, não duas. Duas pessoas falsas continuam se encontrando, e duas pessoas verdadeiras continuam separadas uma da outra.

Existe um risco. Se você for verdadeiro, ninguém sabe se esse relacionamento será capaz de compreender a verdade, a autenticidade; se esse relacionamento será forte o suficiente para vencer a tempestade. Existe um risco, e, por causa dele, as pessoas continuam se protegendo.

Elas dizem o que deve ser dito, fazem o que deve ser feito. O amor se torna algo como um dever. Mas assim a realidade continua faminta, e a essência não é alimentada, e vai ficando cada vez mais triste.

As mentiras da personalidade são um fardo muito pesado para a essência, para a alma. O risco é real, e não existem garantias, mas eu lhe digo que o risco vale a pena.

No máximo, o relacionamento pode acabar. Mas é melhor se separar e ser verdadeiro do que ser falso e viver com outra pessoa, pois esse relacionamento nunca será gratificante. As bênçãos nunca recairão sobre vocês. Você continuará faminto e sedento, e você continuará se arrastando pela vida, só esperando que algum milagre aconteça.

Para que o milagre aconteça, você precisa fazer alguma coisa: comece sendo verdadeiro, com risco de que o relacionamento não possa ser forte o bastante para resistir a isso. A verdade pode ser dura demais,insuportável, mas nesse caso o relacionamento não vale a pena. Por isso é preciso passar pelo teste.

Depois que for verdadeiro, todo o restante se torna possível. Se você for falso — só uma fachada, uma coisa artificial, um rosto, uma máscara — nada é possível. Porque com o falso, só o falso acontece; com o verdadeiro, só a verdade.

Eu entendo o seu problema. Esse é o problema de todos os casais: eles têm medo dessa atitude de ir mais fundo. Eles vivem perguntando se esse relacionamento será forte o bastante para suportar a verdade. Mas como você vai saber de antemão? Não há como saber. A pessoa precisa fazer para saber.

Como você vai saber, sentado na sua casa, se conseguirá vencer a tormenta e o vento lá fora? Você nunca esteve numa tormenta. Vá e veja. Tentativa e erro é a única maneira — vá e veja. Talvez você seja derrotado, mas até nessa derrota você se tornará mais forte do que é agora.

Se uma experiência derrota você, depois outra e outra, pouco a pouco a própria vivência da tempestade vai tornando você mais forte. Chega um dia em que você simplesmente começa a se deliciar com a tempestade, você simplesmente começa a dançar na tempestade. Então ela deixa de ser sua inimiga. Isso também é uma oportunidade — uma oportunidade delirante — para ser.

Lembre-se, o ser nunca acontece de modo confortável; do contrário aconteceria a todos. Ele não pode acontecer de modo conveniente; de outro modo todo mundo teria o seu próprio ser autêntico sem nenhum problema. O ser só acontece quando você assume riscos, quando você enfrenta o perigo. E o amor é o maior perigo que existe. Ele exige você totalmente.

Portanto não tenha medo, mergulhe de cabeça. Se o relacionamento sobreviver à verdade, será maravilhoso. Se ele perecer, isso também é bom, porque um relacionamento falso chegou ao fim, e agora você poderá iniciar outro — mais verdadeiro, mais sólido, mais relacionado à essência.

Osho, em "A Essência do Amor: Como Amar com Consciência e se Relacionar Sem Medo"

domingo, 10 de outubro de 2010

Mulher Consciente de Cuida !

O Dia Rosa foi instituído com o objetivo de lembrar e conscientizar a mulher de que é questão de vida realizar o exame de mamografia e se tocar para se proteger do câncer de mama. Outubro é o mês escolhido para esta campanha. Afinal, mulher consciente se cuida. Assista ao vídeo e depois leia o texto logo abaixo e repasse.






“Todo câncer se caracteriza por um crescimento rápido e desordenado do número de células, que adquirem a capacidade de se espalhar para outras partes do corpo. O câncer também é comumente chamado de neoplasia ou tumor maligno.

O câncer de mama, como o próprio nome diz, afeta as mamas, que são glândulas formadas por lobos, que se dividem em estruturas menores chamadas lóbulos e ductos mamários. É o tumor maligno mais comum em mulheres e o que mais leva as brasileiras à morte, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).
No Brasil, são cerca de 49 mil novos casos de câncer de mama em mulheres por ano, e esse número vem aumentando nas últimas décadas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O câncer de mama também pode ocorrer em homens, mas em número muito menor.
O câncer de mama é relativamente raro antes dos 35 anos, mas acima dessa idade sua incidência cresce rápida e progressivamente. É importante lembrar que nem todo tumor na mama é maligno. A maioria dos nódulos (ou caroços) detectados na mama é benigna, mas isso só pode ser confirmado por meio de exames.
Quando diagnosticado e tratado ainda em fase inicial, isto é, quando o nódulo é menor que 1 centímetro, as chances de cura do câncer de mama chegam a até 95%. Tumores desse tamanho são pequenos demais para ser detectados por palpação, mas são visíveis na mamografia. Por isso é fundamental que toda mulher faça uma mamografia por ano a partir dos 40 anos.

FATORES DE RISCO

O câncer de mama - e o câncer de forma geral - não tem uma causa única. Seu desenvolvimento deve ser compreendido em função de uma série de fatores de risco, alguns deles modificáveis, outros não.
O histórico familiar é um importante fator de risco para o câncer de mama. Mulheres com parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram a doença antes dos 50 anos podem ser mais vulneráveis. No entanto, o fator hereditário explica apenas 10% dos casos de câncer de mama.
Entre outros fatores de risco não modificáveis estão o aumento da idade, a menarca (idade da primeira menstruação) precoce, a menopausa tardia, nunca ter engravidado ou ter tido o primeiro filho depois dos 30 anos.
Já os fatores de risco modificáveis bem conhecidos até o momento estão relacionados ao estilo de vida, como o excesso de peso e a ingestão regular (mesmo que moderada) de álcool. Alterá-los, portanto, diminui o risco de desenvolver a doença. No entanto, a adoção de um estilo de vida saudável nunca deve excluir as consultas periódicas ao ginecologista, que incluem a mamografia anual a partir dos 40 anos”.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Blog do Emílio Pacheco - Faça um tour

A vida tem dessas coisas. De tudo se pode esperar deste mundo virtual. Até mesmo alguns esbarrões agradáveis. Tive a oportunidade de conhecer Emílio Pacheco através do blog do Kleiton. Emílio Pacheco é um de seus colaboradores. Quando falei do programa do Kleiton por aqui, citei o nome do Emílio.

Olha só, ele é de Porto Alegre, RS. Jornalista free-lancer apaixonado por música. Suas colaborações foram para o International Magazine, embora tenha tido matérias publicadas em Poeira Zine e O Globo. Ele fez e faz uma série de outras coisas. Haja fôlego !!!

Em seu blog (emiliopacheco.blogspot.com) sempre publica notícias que muitas vezes nem vemos ou temos acesso através da televisão e como é muito bom estar bem informada, costumo passear por lá. Sugiro que façam o mesmo.

O Emílio é bem humorado e isso já podemos notar logo que acessamos seu blog. Ele postou um texto logo no cabeçalho que diz assim:

"CRÔNICAS, PENSAMENTOS E COMENTÁRIOS DIVERSOS. ESTE BLOG NÃO É RECOMENDADO PARA QUEM NÃO SABE CAPTAR IRONIAS. SE CHEGOU AQUI POR ENGANO, APROVEITE PARA CONHECER O BLOG. MAS TAMBÉM APRENDA A USAR CORRETAMENTE O GOOGLE. NÃO ADIANTA "PEDIR" O QUE VOCÊ QUER VER, QUE ELE NÃO É NENHUM GÊNIO DA LÂMPADA. SAIBA ESCOLHER AS PALAVRAS-CHAVE E USE ASPAS QUANDO QUISER ACHAR UMA EXPRESSÃO EXATA."

Foi lá que soube de duas notícias importantes. Uma triste e outra muito boa. Qual delas preferem primeiro? Calma pessoal!

A primeira, postada em 04.10.2010, informa que "Faleceu nessa madrugada Ed Wilson, ícone da Jovem Guarda eternizado na letra de "Festa de Arromba", de Erasmo Carlos: "Lá fora o corre-corre / dos brotos do lugar / era o Ed Wilson / que acabava de chegar..." Ed era irmão de Renato e Paulo Cézar Vieira de Barros, com quem fundou a banda Renato e Seus Blue Caps. Edinho, como era conhecido na família, começou como vocalista principal, até que Carlos Imperial teve a ideia de tirá-lo do grupo e lançá-lo em carreira solo. Sua atuação mais recente foi na banda Originals. Tinha 65 anos."

Triste mesmo, embora eu não tenha vivenciado aquela fase, conheço as músicas e as histórias, pois crescí ouvindo meus pais falarem sobre essa época mágica, cujas músicas encantam muita gente até hoje, inclusive a mim. Falarei sobre isso em outra ocasião.

A segunda notícia traz uma informação quentinha. Sabe quem virá ao Brasil? Morram de inveja, mas eu fui sozinha no show dele, na última vez que esteve em Sampa, no Ginásio do Pacaembu. Acreditem, entrei sem comprar ingresso, só foi necessário dar uma carteirada. Na época eu exercia o cargo de escrivã de polícia. Chamei minha amiga Solange para ir comigo. Ela não quis. Nós não tínhamos dinheiro e propus que tentássemos entrar sem pagar, ela não acreditou que iríamos conseguir. Eu fui e consegui. Após cantar, gritar e dançar muito foi que lembrei de como voltar pra casa. Já não tinha mais metrô. Como o Paizão lá de cima sempre anda comigo, acabei por conhecer um pessoal e um deles, o Fábio, me deixou na porta de casa. Nossa ! Faz tempo que não o vejo nem falo com ele. Amanhã mesmo vou ligar.

Já sabem quem é?

O Emílio falou "Pois não é que está confirmadíssima a vinda de Paul McCartney a Porto Alegre? E também a São Paulo e Buenos Aires. Um passarinho me contou que ele fará show no Rio também, embora ainda não tenha sido anunciado. Então é o caso de dizer: calma, gente, tem Paul pra todo mundo!

P.S.: Infelizmente não posso garantir que haverá show no Rio, então não mudem seus planos. Quem me falou disse que já podia ir divulgando, mas nunca se sabe, então é melhor não tomar como certo."

Só pra constar, o Emílio também mantém um canal no youtube e ele costuma colocar vídeos que a gente nem imagina que ainda existam. Vale a pena ver.

Emílio, já sou sua fã. Gosto do seu trabalho e seja feliz,

Deixo um dos vídeos que ele deixou em seu canal, mostra o clip original de "Você é Tudo Que eu Quero", música do primeiro LP dos Garotos da Rua, lançado em 1986. Legal demais e "LP"? Parece que faz séculos, né? Sabe que às vezes sinto saudade do vinil? Escutem !!!