Entre um trabalho e outro, dou uma paradinha... só para respirar. Passo por aqui e imagino estar entre almofadas ou sentada no tapete. Leio, escuto música, relembro filmes e trilhas sonoras (eu adoro !!!). Penso até no que incomoda ou revolta...não fujo! Lembro das amizades presentes e distantes, dos momentos felizes, engraçados ou picantes. Sinto saudade. Reorganizo as idéias e aí dá para relaxar. De quando em quando penso no trabalho ou assuntos voltados à minha área de atuação, mas não é este o objetivo principal. Quando sobra tempo, deixo uma postagem sobre estes temas e quero muito agradar. Vem comigo ! Deixe um comentário ou mande um e-mail. Vou adorar !

sábado, 31 de dezembro de 2011

"Imagine" - "John Lennon" - Mensagem de Paz

Olá pessoal,




Pois é, mais um ano se passou. Já é  2012 ... Tenho muita fé de que somente boas surpresas e oportunidades incríveis surgirão. Agradeço aos amigos que nos visitaram e continuam visitando. Um grande e forte abraço aos meus amigos queridos, familiares e pessoas que de uma forma ou de outra contribuiram para que meus dias fossem melhores neste ano que passou.  Peço desculpas àqueles que magoei, peço desculpas aos meus pais, irmãos e amigos mais próximos, os quais nem sempre tiveram minha presença em razão do trabalho ou outros compromissos. Agradeço à Deus por minha vida, saúde, trabalho, meus filhos amados e,  pessoas queridas que conheci e que se tornaram muito especiais, as quais nunca esquecerei. Fiquei muito feliz também com os amigos distantes que há muito não tinha contato e que por meio das redes sociais consegui localizar. Por tudo isso, quero comemorar e quero muito que no coração de cada um de vocês sempre esteja presente A PAZ. Hoje, escolhi a canção "Imagine" (1971) - John Lennon para postar e ficarei feliz que escutem e reflitam.
    Recordando um pouquinho, foi na "casa branca" de John Lennon e Yoko Ono, em Ascot, na Inglaterra, no verão de 1971, que foi gravado um dos álbuns mais fantásticos da história da música "IMAGINE! John e Yoko não imaginavam que uma coisa tão "fundo de quintal" (como a própria Yoko denomina), se tornaria uma das obras-primas mais conceituadas de todos os tempos. Eles chamaram alguns amigos, tomaram café da manhã e ali  começava a gravação do álbum mais fantástico que se tem notícia. Com a participação de seu ex-companheiro de banda, George Harrison, o álbum mostra um Lennon pacifista, amoroso, político, e, sem dúvida nenhuma, com muito talento para mostrar e deliciar nossos ouvidos. Contando com a produção do então inseparável Phil Spector (que também produziu o álbum Let it Be, último dos Fab Four), Yoko Ono e John Lennon, Imagine foi o maior sucesso do ex-beatle, sendo muito aceito pela crítica e pelo público, transformando sua faixa-título em hino mundial pela paz. Suas Palavras de amor se transformaram em versos marcantes: "Imagine todo mundo vivendo em paz. Você pode dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Espero que um dia se junte a nós e o mundo será um só"


E é exatamente esta mensagem de paz que acredito e espero para 2012 na vida de todos nós. Abaixo deixo a letra traduzida da canção, bem como, o vídeo. Vale a pena curtir.


Imagine

Imagine que não há paraíso
É fácil se você tentar
Nenhum inferno abaixo de nós
Acima de nós apenas o céu
Imagine todas as pessoas
Vivendo para o hoje
Imagine não existir países
Não é difícil de fazê-lo
Nada pelo que lutar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz
Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Eu tenho a esperança de que um dia
você se juntará a nós
e o mundo será como um só
Imagine não existir posses
Me pergunto se você consegue
Sem necessidade de ganância ou fome
Uma irmandade de humana
Imagine todas as pessoas
Compartilhando todo o mundo
Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Eu tenho a esperança de que um dia
Você se juntará a nós
E o mundo viverá como um só


domingo, 2 de outubro de 2011

Som Livre - Abaixo-assinado

Está comprovado !!! Pesquisa realizada na Universidade Drexel, Filadélfia, constatou que a música melhora o humor de pacientes com câncer e, além disso, a melodia contribui para diminuir a dor, a ansiedade e ainda melhora a qualidade de vida dos pacientes. Os pesquisadores, ainda, conseguiram relacionar o ato de ouvir música instrumental com algumas mudanças fisiológicas, como a redução do ritmo cardíaco e respiratório e da pressão arterial. Uma outra pesquisa, desta vez realizada pela Escola de Medicina da Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos, verificou que a música tem efeito direto sobre a saúde do coração. São comprovações de que a música pode e deve fazer parte do dia-a-dia das pessoas.

Considerando as informações acima e, levando-se em conta que a canção instrumental, em especial, é a que menos chega à população em massa, ou seja, as pessoas de baixa renda, portanto, a maioria de brasileiros e brasileiras, são as que menos acesso possuem e,

Considerando, ainda, que uma das maneiras dessas pessoas terem acesso é por meio das músicas instrumentais veiculadas nas novelas e, em especial, da Rede Globo, e,

Considerando ainda que, as gravações destas músicas em CD constituem igualmente uma das maneiras de se ter em casa tais canções, lembrando que tão logo são lançadas esgotam-se rapidamente, NÓS, abaixo-assinado, cidadãos brasileiros, devidamente identificados por meio de assinaturas eletrônicas, vimos por meio desta, manifestar nosso direito de se manifestar e reinvindicar que a decisão da Gravadora Som Livre seja reavaliada quanto à decisão de não mais realizar gravações das canções instrumentais das novelas e ao final, chegar à conclusão de que manter tais gravações trata-se de cumprimento a um fim social a que todas as empresas estão submetidas (acesso ao lazer e educação previstos em nossa Carta Maior). Além de deixar na lateral o link para acessar o abaixo-assinado, deixo aqui também.Abraços. 


http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N14428

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Novela "a Vida da Gente" - produção musical por Alexandre de Faria

Olha só pessoal, Alexandre de Faria será o responsável pela trilha incidental da nova novela das 18h. "A Vida da Gente". Itália Rebuzzi, a Luisa, filha de Rodolpho Rebuzzi, terá participação musical. Estamos ansiosos por maiores notícias. Enquanto isso, vamos falar um pouquinho sobre a novela ?

Pelo que consta, a história gira em torno de Ana (Fernanda Vasconcellos), que acorda de um coma após cinco anos e encontra sua família totalmente transformada. Seu filho está sob os cuidados de seu esposo (Rafael Cardoso) e de sua irmã Manuela (Marjorie Estiano), que, com a convivência, acabaram se apaixonando. Obrigada a aceitar as mudanças ocorridas nos últimos anos, Ana encontra o carinho e o apoio de Lúcio (Thiago Lacerda), um neurologista que vive sozinho desde que perdeu a esposa para um câncer incurável. Não demora muito para que eles estejam apaixonados um pelo outro.

Apostando numa forte carga dramática, a autora Lícia Manzo (que escreveu o seriado "Tudo Novo de Novo", 2009) pretende abordar, além da vida após o coma, a gravidez precoce. O sexo na terceira idade também ganhará espaço no folhetim. Ou seja, o clima fabulesco de "Cordel Encantado" será substituído por um tom totalmente realista e contemporâneo na faixa das seis.

"A Vida da Gente" tem confirmados no elenco ainda Paulo Betti, Ana Beatriz Nogueira, Regiane Alves, Daniela Escobar, Rafael Almeida, Claudia Mello, Nicette Bruno, Selma Egrei e Leonardo Medeiros. Sthefany Brito, longe das novelas desde 2008, também fisgou um papel na trama.

Com direção de Jayme Monjardim, "A Vida da Gente" está programada para estrear em outubro.

De resto, é só esperar para ver e, principalmente, ouvir as canções da novela. 

Deixo duas chamadas da novela para que curtam.







domingo, 14 de agosto de 2011

"Nelson Gonçalves" - "Onde Anda Você"

Hoje é dia dos pais, né ? Então, decidi homenagear o meu Pai querido, fazendo este post, uma vez que NELSON GONÇALVES é seu maior ídolo. Aqui, caríssimo visitante, você verá a trajetória de Nelson, bem como, um vídeo onde canta "Onde Anda Você", de Vinicius de Moraes e Hermano Silva. Vamos lá ?




 Antonio Gonçalves Sobral, que se tornou conhecido como Nélson Gonçalves, nasceu em Santana do Livramento, Rio Grande do Sul, aos 21 de junho de 1919. Um dos maiores cantores brasileiros, apesar da “gagueira”. Segundo maior vendedor de discos da história do Brasil, com mais de 75 milhões de copias vendidas, fica atrás apenas de Roberto Carlos, com mais de 120 milhões e Tonico e Tinoco, com aproximadamente 150 milhões. Seu maior sucesso foi a canção A Volta do Boêmio.


Mudou-se com os seus pais portugueses para São Paulo, no bairro do Brás. Quando criança, era levado para praças e feiras pelo seu pai, que fazendo-se de cego, tocava violino, enquanto ele cantava.  

Foi jornaleiro, mecânico, engraxate, polidor e tamanqueiro. Foi também lutador de boxe na categoria peso-médio, recebendo aos dezesseis anos o título de campeão paulista.

Mesmo com o apelido de "Metralha", por causa da gagueira, decidiu ser cantor. Em uma de suas primeiras bandas, teve como baterista Joaquim Silva Torres. Foi reprovado duas vezes no programa de calouros de Aurélio Campos. Finalmente foi admitido na rádio PRA-5, mas dispensado logo depois.

Nesta época, casou-se com Elvira Molla e com ela teve dois filhos. Sem emprego, trabalhou como garçom, no bar do seu irmão, na avenida São João.

Seguiu para o Rio de Janeiro em 1939, onde trilhou mais uma vez o caminho dos programas de calouros. Foi reprovado novamente na maioria deles, inclusive no de Ary Barroso, que o aconselhou a desistir. Finalmente, em 1941, conseguiu gravar um disco de 78 rotações, que foi bem recebido pelo público. Passou a crooner do Cassino Copacabana (do Hotel Cpacabana Palace) e assinou contrato com a Rádio Mayrink Veiga, iniciando uma carreira de ídolo do rádio nas décadas de 40 e 50, da escola dos grandes, discípulo de Orlando Silva e Francisco Alves.

Alguns de seus grandes sucessos dos anos 40 foram Maria Bethânia (Caiba), Normalista (Benedito Lacerda / Davi Nasser), Caminhemos (Herivelton Martins), Renúncia (Roberto Martins / Mário Rossi) e muitos outros. Maiores ainda foram os êxitos na década de 50, que incluem Última Seresta (Adelino Moreira / Sebastião Santana), Meu Vício É Você e a emblemática A Volta do Boêmio (ambas de Adelino Moreira).

Na década de 50, além de shows em todo o Brasil, chegou a se apresentar em países como Uruguai, Argentina e Estados Unidos, na Radio City Music Hall.

Em 1952, casou-se com Loudinha Bittencourt, substituta de Dalva de Oliveira no Trio de Ouro. O casamento durou até 1959.

Em 1965, casa-se de novo, com Maria Luiza da Silva Ramos, com quem teve dois filhos, Ricardo da Silva Ramos Gonçalves e Maria das Graças da Silva Ramos Gonçalves. A caçula tem seu apelido no refrão da música Até 2001. (É no gogo gugu).

No entanto, o seu envolvimento com a cocaína, em 1958, tendo, inclusive, sido preso em flagrante em 1965 e passado um mês na Casa de Detenção, o que lhe trouxe problemas pessoais e profissionais. Superada a crise, lançou o disco A Volta do Boêmio nº 1, um grande sucesso.

Após abandonar o vício com o apoio de sua mulher, retomou uma carreira bem sucedida.

Continuou gravando regularmente nos anos 70, 80 e 90, reafirmado a posição entre os recordistas nacionais de vendas de discos. Além dos eternos antigos sucessos, Nélson Gonçalves sempre se manteve atento a novos compositores, e chegou a gravar canções de Ângela Rô Rô (Simples Carinho), Kid Abelha (Nada por Mim), Legião Urbana (Ainda É Cedo) e Lulu Santos (Como uma Onda).

Ganhador de um prêmio Nipper da RCA, dado aos que permanecem muito tempo na gravadora, sendo somente Elvis Presley o outro agraciado. Durante sua carreira, gravou mais de duas mil canções, 183 discos em 78 rpm, 128 álbuns, vendeu cerca de 78 milhões de discos, ganhou 38 discos de ouro e 20 de platina.

Morreu em consequência de um infarto agudo do miocárdio no apartamento de sua filha Margareth, no Rio de Janeiro. Encontra-se sepultado no Cemitério São João Batista no Rio de Janeiro.



quinta-feira, 28 de julho de 2011

"Falando Sério" - interpretação de "Claudinha Leitte"



Falando sério
É bem melhor você parar com essas coisas
De olhar pra mim com olhos de promessas
Depois sorrir como quem nada quer.

Você não sabe
Mas é que eu tenho cicatrizes que a vida fez
E tenho medo de fazer planos
De tentar e sofrer outra vez.

Falando sério
Eu não queria ter você por um programa
E apenas ser mais um na sua cama
Por uma noite apenas e nada mais.

Falando sério
Entre nós dois tinha que haver mais sentimento
Não quero seu amor por um momento
E ter a vida inteira pra me arrepender.

(Roberto Carlos)

domingo, 24 de julho de 2011

"Bob Marley" - Vamos ouvir "Is this love" ?

Bob Marley, na verdade “Robert Nesta Marley”, nasceu em 6 de maio de 1945, na Jamaica. De família muito humilde viveu numa favela conhecida como “Cidade do Esgoto”. O cantor e compositor é considerado um dos mitos da música do século 20 e o expoente máximo do reggae, embora não tenha sido ele o idealizador e criador. Não por acaso, o disco de grandes sucessos “Legend”, publicado pela primeira vez em 1984, continua sendo o álbum mais vendido da história deste estilo musical. Viveu apenas 36 anos e neste ano fez 30 anos de sua morte. Em 1981, retornava da Alemanha(onde se tratava) para a Jamaica, quando não suportou e faleceu em Miami, de um câncer. Suas composições e melodias são verdadeiros hinos e, até hoje muitos ainda seguem a filosofia rastafari,  em razão da adoração que sentem por Bob. Gosto muito de suas composições, ritmo etc. e aprendi a gostar por ter morado no Maranhão durante seis anos. Para quem não sabe, o Maranhão é a terra do Reggae no Brasil. Na periferia de São Luis e cidades do interior as pessoas colocam aquelas imensas radiolas (caixas enormes de som) na porta de casa e fazem seus bailes ao som de Reggae ali mesmo. Muito legal? Até aprendi a dançar. Várias de suas frases estão na boca e na mente das pessoas. Muitas, particularmente não gosto (nem sempre ele sabia o que dizia), mas outras gosto muito, por exemplo: “Meu dia-dia é mais tranquilo até o momento em que minha cabeça me leva até você. Minha cabeça me trai, o coração aperta, a atenção esvanece o frio na barriga... Com tantos sintomas a saudade até parece doença, mas sei que a cura é a sua presença...”. Ou, “Todos caem mas, apenas os fracos continuam no chão...” e, ainda, “Se Deus criou as pessoas para amar e as coisas para cuidar. Por que amamos as coisas e usamos as pessoas!”

Deixo, então para agradar, a letra da música “Is this love” e o vídeo. É linda. Vejam:

“Is This Love”
(Bob)

"Eu quero te amar e te tratar bem
Eu quero te amar todos os dias e todas as noites
Nós estaremos juntos com um telhado bem acima das nossas cabeças
Nós dividiremos o aconchego da minha cama de solteiro
Nós dividiremos o mesmo quarto, yeah, oh Jah garanta o pão
Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?
Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?
Eu quero saber, quero saber, quero saber agora
Tenho que saber, tenho que saber, tenho que saber agora
Eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu estou pronto e capaz.
Então eu jogo minhas cartas na sua mesa
Eu quero te amar, eu quero te amar e te tratar, te amar e te tratar bem
Eu quero te amar todos os dias e todas as noites
Nós estaremos juntos yeah, com um telhado bem acima das nossas cabeças
Nós dividiremos o aconchego yeah, oh yeah, da minha cama de solteiro
Nós dividiremos o mesmo quarto yeah, oh Jah garanta o pão
Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?
Isto é amor, isto é amor, isto é amor
Isto é amor que eu estou sentindo?
wo-o-o-oah!
Oh sim eu sei, sim eu sei, sim eu sei agora
Oh sim eu sei, sim eu sei, sim eu sei agora
Eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu, eu estou pronto e esperando
Então eu jogo minhas cartas na sua mesa
Veja eu quero te amar, eu quero te amar e te tratar, te amar e te tratar bem
Eu quero te amar todos os dias e todas as noites
Nós estaremos juntos com um telhado bem acima das nossas cabeças
Nós dividiremos o aconchego da minha cama de solteiro
Nós dividiremos o mesmo quarto yeah, oh Jah garanta o pão
Nós dividiremos o aconchego da minha cama de solteiro".

sábado, 23 de julho de 2011

Qual a relação entre "Bob Dylan", "Fiuk" e "Alexandre de Faria" ? Vocês verão...


                                                                                 




                            
                                                                                                       

Bob Dylan, na verdade, Allen Zimmerman, nasceu em 24 de maio de 1941, cantor e compositor norte-americano. Nasceu em Minnesota. Aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros versos e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra. Começou cantando em grupos de rock, sendo que passou a tocar a folk music, impressionado que ficou com a música de woody Guthrie.

Em 2004, foi eleito pela revista Rolling Stone o 2º melhor artista de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles (uau !!!) e uma de suas principais canções, "Like a Rolling Stone”, foi escolhida como a melhor de todos os tempos. Influenciou diretamente grandes nomes do rock americano e britânico dos anos de 1960 e 1970.

Desde o início do ano, Bob Dylan já esteve em evidência algumas vezes. 2011 é o ano do seu 70º aniversário, mas em nenhum momento foi explicitado alguma homenagem ligada à data. Já tivemos a participação de Dylan no premio Grammy, na trilha sonora de propagandas, em lançamentos de tributo com bandas novas e até participante do American Idol interpretando Bob. As canções e poesias de Bob Dylan influenciaram gerações. Até hoje existem referências à obra dylanesca. Sua amplitude foi tão extensa que músicos famosos resolveram agradecer a contribuição de Bob, realizando homenagens por meio de músicas. Penso que toda letra de música possui uma história triste ou feliz. Acredito até mesmo que isso ocorra naquelas instrumentais que não possuem letras. Certamente o compositor possui uma história construída, imaginada, sentida...Muitas delas são verdadeiras poesias. Bob Dylan, por exemplo, foi mágico quando compôs “Blowin' In The Wind”. Lançada em 1963, no álbum "The Freewheelin", Bob Dylan tornou-se um hino da luta pelos direitos civis, em especial pela angústia sentia em face da mortandade que ocorreu na Guerra do Vietnã ? (embora existam algumas versões diferentes e vale a pena pesquisar). E, foi interpretada por centenas de artistas, entre os quais, Peter Paul and Mary, The Hollies, chet Atkins, Dolly Partons, Judy Collins, Mariane Faithfull, Sam Cooke,Etta James, Duke Ellington, Neil Young, Jonny Cash, Marlene Dietrick, Elvis Presley, Stevie Wonder, Joan wonder, Joan Baez etc. Puxa !!!

Pois bem, meu amigos, “Fiuk”, sob a produção de “Alexandre de Faria”, gravou a música mencionada e ficou linda demais !!! E o vídeo ficou incrível, mostrando o making off da gravação, tudo que o fã adora ver, cenas em preto e branco (que amo) e algo verdadeiramente original: a presença do Alexandre em vários momentos. Vale a pena conferir. Antes de assistirem ao vídeo, seria legal ler a tradução da letra da música.

Beijos a todos.

"Soprando no vento"
 
Quantas estradas precisará um homem andar
Antes que possam chamá-lo de um homem?
Sim e quantos mares precisará uma pomba branca sobrevoar
Antes que ela possa dormir na areia?
Sim e quantas vezes precisará balas de canhão voar
Até serem para sempre abandonadas?
A resposta meu amigo explode no vento
A resposta está soprando no vento


Quantas vezes precisará um homem olhar para cima
Até poder ver o céu?
Sim e quantos ouvidos precisará um homem ter
Até que ele possa ouvir o povo chorar?
Sim e quantas mortes custará até que ele saiba
Que gente demais já morreu?
A resposta meu amigo está soprando no vento
A resposta está soprando no vento


Quantos anos pode existir uma montanha
Antes que ela seja lavada pelo mar?
Sim e quantos anos podem algumas pessoas existir
Até que sejam permitidas serem livres?
Sim e quantas vezes pode um homem virar sua cabeça
E fingir que ele simplesmente não vê?
A resposta meu amigo está soprando no vento
A resposta está soprando no vento


segunda-feira, 11 de julho de 2011

"Na Natureza Selvagem" - belo filme, aqui, no blog da Marcinha

Querido Felipe, (meu dentista - rsrsrsrs), obrigada pela indicação do filme “Na Natureza Selvagem”. Amei assistir e também adorei a trilha sonora: Realmente maravilhosa e que ficou a cargo de Eddie Vedder em várias canções ao longo do filme, tais como: "Long Nights", "Hard Sun" etc. 

Felipe é um novo amigo que agora tem uma nova missão. Ele possui uma coluna na Revista Women´sHealth, onde fala sobre comportamento masculino. Vale a pena conhecer !!!

Olha só pessoal, “Na Natureza Selvagem”, cujo título original é “Into the Wild”, é um drama lançado em 2008, dirigido por Sean Penn, com duas horas e meia de duração. Mas, não desanime pois nem se percebe o tempo. É um filme dinâmico e que apesar disso possui tantos e tantos momentos de profunda reflexão. A Revista Veja a respeito do filme afirmou: “Mais comovente que o livro”.
O filme, de acordo com a sinopse, é inspirado na história real de ChrisopherCandless (Emile Hirsch), um jovem rapaz que abandona sua vida de conforto, para buscar a liberdade pelos caminhos do mundo, objetivando chegar ao Alasca selvagem. O filme possui um elenco de astros, incluindo Willian Hurt, Marcia Gay Harden, Vince Vaughn, Catherine Keener e Hal Holbrook. O filme chega a ser perturbador, impressionante e belo.

Enquanto Chris percorre sua jornada Objetiva e subjetiva (aquelas que de quando em quando também precisamos fazer), divaga em seus pensamentos e elabora diversas frases de impacto, existentes no livro, tais como:

“Se admitirmos que a vida humana pode ser guiada pela razão, a possibilidade de vida pode ser destruir.”

“No coração de cada homem há uma amante mexicana”. (rsrsrs)

“Se quiser alguma coisa na vida tem que ir à luta”.

“O âmago do espírito humano pede novas experiências”.

“Quando você perdoa, você ama e quando ama a luz de Deus brilha em você”.

“A felicidade só é real quando é compartilhada”.

“A liberdade e a simples beleza são boas demais para desperdiçar”.

E assim vai ....

O final é realmente inesperado. Vocês verão. Deixo vídeos para dar vontade. 

Beijos a todos,





quarta-feira, 6 de julho de 2011

"Charlie Brown Junior" - "Só Existe o Agora"

Olha só pessoal, meu irmão Allan adora esta banda e sempre fala nela. Eu, por sua vez, nunca tive curiosidade e não dava muita atenção. Mas, aí, um amigo comentou sobre a banda e tive curiosidade de saber mais sobre ela, afinal, nunca é demais conhecer e se dar novas oportunidades não é ? Por isso, o que descobri sobre eles coloco aqui pra vocês conhecerem também. Além do texto que conta a história da banda e que vale a pena ver, deixo a letra de uma música deles romântica e olha que eles não possuem apenas uma e o vídeo dela. Beijos a todos e espero que gostem.


A história da banda se iniciou quando Chorão, após vários copinhos de chopp, começa a cantar em uma mesa de bar lá em Santos. Por coincidência, se é que existe coincidência, estava num bar uma pessoa à procura de alguém para ser vocalista de sua banda, chamada 'What´s Up'. Ele se encantou com com a voz de Chorão e assim o convidou para fazer um teste no dia seguinte.


'Comecei a cantar, cantar, cantar e o cara me disse que tava bom porque melhor ele não ia encontrar' conta Chorão. Depois de gravar uma fita demo, em 1992, Chorão cansou de receber ordens e resolveu montar sua própria banda.


Foi aí que ele se juntou a Marcão (guitarra) e Champignon (baixo e beat-box) e formaram o Charlie Brown Jr. Algum tempo depois dois integrantes abandonaram a banda e Thiago (guitarra) e Pelado (bateria) tomaram posse dos lugares. Resolveram batizar a banda de “Charlie Brown Jr”, não em homenagem ao personagem pentelho de desenho animado, dono do Snoopy, como muitos pensam. 'Charlie Brown' era o nome de um quiosque de praia, cujo dono Chorão atropelou com um carro. 'Jr' é porque eles se consideram frutos de uma nova geração da música.


A banda ralou bastante até alcançar o sucesso. Gravaram duas fitas demo, mas somente a terceira chegou até o produtor musical Rick Bonadio (famoso por ter trabalhado com os Mamonas Assassinas), que gostou do trabalho do grupo e resolveu investir. A banda foi crescendo até ser contratada pela gravadora Virgin.


O primeiro álbum, 'Transpiração Contínua e Prolongada', foi lançado em Junho de 1997, e estorou nas rádios com a música 'O Coro vai Comê!'. Com o sucesso cada vez mais numeroso, 'Charlie Brown' recebeu o prêmio de 'Banda Revelação' no VMB (Video Music Awards) dado pela MTV, em 1997. A partir daí, eles não pararam mais. Lançaram o segundo CD 'Preço Curto... Prazo Longo', o que rendeu uma turnê para lugares jamais visitados. Nesta mesma época, Thiago abandona o grupo para casar, tornando os 'Charlie Brown Jr' em um quarteto.



Em menos de um ano, lançaram o terceiro disco, 'Nadando com os Tubarões' e já pensavam na criação e produção do próximo. Ganharam prêmios e prêmios, um atrás do outro, entre eles, 'A Escolha da Audiência', no VMB (Video Music Brasil), da MTV, em 1998.


Quando pensávamos que eles iam entrar de férias, eles já estavam dentro de estúdio gravando '100% Charlie Brown Junior - Abalando sua Fábrica' que chegou às rádios pouco tempo depois.


O quinto CD 'Bocas Ordinárias' conta com onze faixas assinadas, como sempre, por Chorão, Marcão, Champignon e Pelado e tem uma homenagem à Legião Urbana, a cover de 'Baader-Meinhof Blues'. A produção ficou por conta de Tadeu Patola, que participou dos três primeiros CDs do CBJR.


O ano de 2003 é especial para o Charlie Brown Jr, que ficou com o prêmio mais importante do Video Music Brasil, (agosto/03) a Escolha da Audiência, pelo vídeo de 'Papo Reto (Prazer é Sexo o Resto é Negócio)'.


Com o lançamento do sexto CD, o tão esperado "Acústico MTV" o CBJR consagra o Rock Brasileiro com momentos inesquecíveis. No repertório estão presentes "Samba Makossa" de Chico Science, com participação especial de Marcelo D2 e "Hoje" do Camisa de Vênus, com a participação do próprio Nova, e enfim "Oba Lá Vem Ela" de Jorge Benjor, além das inéditas "Vícios e Virtudes" e "Não Uso Sapato".


E, olha, a história do Charlie Brown Jr só está começando. Mas de qualquer forma, peço àqueles que já são admiradores da banda que me mantenham atualizada e mande-me novidades. ah, gostei muito.

 
Só Existe O Agora
(Charlie Brown Jr)

Nuvens que são só nuvens

Pois sei que o sol brilha sobre nós
Dias que são só dias
O tempo passa e ainda se ouve a voz
Gente que foi embora, que não faz falta e foi melhor pra nós
Tudo pode ser melhor assim, somente eu e você
Nós dois agora
Agora é a hora
A hora é agora
Só existe o agora
Só existe o agora
Eu quero te fazer esquecer de tudo
Dar pra nossa vida um novo rumo
Quero te fazer esquecer de tudo
Tudo
Não tenha medo, não
Quero fazer o que seus olhos dizem pra eu fazer
Seus olhos dizem o que não está em suas palavras
Vamos pra longe hoje
Eu quero te fazer esquecer de tudo
E dar pra nossa vida um novo rumo
Eu quero te fazer esquecer de tudo
E dar pra nossa vida um novo rumo
Novo rumo
Um novo rumo
Seus olhos dizem o que não está em suas palavras
Vamos pra longe hoje

E, agora, o vídeo da música: 


sexta-feira, 24 de junho de 2011

"É melhor ser alegre que ser triste, ..."

Olha só pessoal, penso ser comum desejar encontrar nosso lugar no mundo.
Afinal, é o que ainda faço... E vocês?

Acreditar no amor, na felicidade, na sensação de dever cumprido, no dar sem esperar nada em troca. Batalhar, ir atrás do sonho, sem julgamentos e culpas só pode nos levar a um lugar bom.

Acredito de verdade nisso!!!

Claro que pelo caminho encontraremos dificuldades, problemas, gente do mal..., mas, o legal da vida é que pode sim aparecer algo ruim, mas também pode acontecer grandes e boas surpresas, não é? Quem é que nunca sofreu? que nunca se decepcionou? que nunca passou por momentos difíceis?


Sabe, decidi escrever sobre isso por ter assistido “Comer, rezar, amar”, com Julia Roberts, a linda mulher... – o filme foi baseado no livro de Liz Gilbert e que conta a trajetória de Liz, uma mulher que decide romper com sua vida moderna, marido, carreira bem sucedida, quando se sente infeliz e confusa apesar de tudo que já possuía. Ela viaja em busca de se encontrar e passa pela Itália, Índia e Bali. Exatamente em Bali conhece um belo brasileiro e aí... (não conto!). Adoro trilhas sonoras e as canções do filme são bem legais, mas fiquei surpresa quando me deparei com “Samba da Benção”, de Baden Powell e Vinícius de Morais. É linda demais, gente !

“É melhor ser alegre que ser triste. Alegria é a melhor coisa que existe. É assim como a luz no coração... Feito essa gente que anda por aí brincando com a vida. Cuidado companheiro! A vida é pra valer e não se engane não, tem uma só. Duas mesmo que é bom. Ninguém vai me dizer que tem, sem provar muito bem provado com certidão passada em cartório do céu e assinado embaixo “Deus” e com firma reconhecida! A vida não é brincadeira amigo, embora haja tanto desencontro pela vida...Ponha um pouco de amor na sua vida...”.

Então, para agradar os corações, deixo  o vídeo da música na voz do próprio Vinícius de Morais, onde poderão ver a letra inteira e, o vídeo do trailer do filme.  

Beijos e
como diria Vinicius: “saravá”,

Marcinha




Aqui, trailer do filme:

domingo, 12 de junho de 2011

Em Algum Lugar do Passado

Pessoal, como hoje é o Dia dos Namorados aqui no Brasil, decidi fazer uma postagem romântica. Pensei em tantos filmes que poderia citar, inclusive incluindo a trilha sonora, tais como "Ghost", "A Lagoa Azul", "Romeo e Julieta",  Titanic", "Um Amor para Recordar". Nossa!!! são tantos. Mas...escolhi este aqui: “Some Where In Time” – “Em Algum Lugar do Passado”, que foi baseado num livro de 1985.  

Assistiram? Eu mesma assisti várias vezes. Amei. Eu era adolescente...Pra mim, é um dos filmes mais marcantes que já assisti. O ator principal é Christopher Reeve (lembra do superman?).
Quanto ao filme, a história começa na Universidade de Millfield, maio de 1972. Richard Collier (Christopher Reeve) é um jovem teatrólogo que conhece na noite de estréia da sua primeira peça uma senhora, idosa, que lhe dá um antigo relógio de bolso enquanto, em tom de súplica, lhe diz: "volte para mim". Ela se retira sem dizer mais nada, deixando Richard intrigado enquanto volta para seu quarto no Grand Hotel. Já em 1980, Chicago, Richard não consegue terminar sua nova peça e por isso, decide viajar sem destino certo e resolve se hospedar no Grand Hotel. Lá resolve visitar o Salão Histórico, que está repleto de curiosidades do hotel e fica encantado com a fotografia de uma bela mulher. Como não havia plaqueta de identificação Richard procura um antigo funcionário do hotel, que diz para Richard que o nome dela é Elise McKenna (Jane Seymour), uma atriz famosa que fez uma peça no teatro do hotel em 1912. Collier fica tão obcecado com o rosto de Elise que decide não partir e então vai até uma biblioteca próxima, onde pesquisa sobre McKenna.

Para sua surpresa descobre que Elise é a mesma mulher que lhe deu o relógio, que ele carrega até hoje. Richard então procura Laura Roberts (Teresa Wright), que escreveu o artigo sobre Elise. Inicialmente ela não o recebe bem, mas quando ele mostra o relógio Laura fica espantada, pois era um objeto de estimação que ela nunca se separava e sumiu na noite em que ela morreu, ou seja, na noite em que falou com Richard. Ao conversar mais calmamente com Laura, Richard toma consciência que ele e Elise tinham vários fatores em comum, mas parece que para achar a peça que falta neste quebra-cabeças, terá que ir em algum lugar do passado, mas para isto precisa se desligar totalmente do presente.

Na trama, os mais atentos poderão encontrar algumas situações não esclarecidas, como por exemplo, a questão do relógio. Richard recebeu o relógio de Elise em 1972, voltou a 1912 e o deu a ela, de onde veio o objeto? Esse paradoxo nunca é explicado e existe apenas no filme (assim como o próprio relógio). Um primor de romantismo com a bela música de Rachmaninoff (Rapsódia n. III) Caso não tenham assistido ao filme, assista! Ouçam e se encantem também com a canção – trilha sonora e observe o vídeo (que são cenas do filme). Beijos,

Marcinha


terça-feira, 7 de junho de 2011

"Pra Dizer Adeus" - Titãs

Gente, falar da Banda Titãs é, na verdade, chover no molhado. Afinal, quem não os conhece, né ? Mas como é sempre bom lembrar, a banda surgiu em Sampa na década de 1980. Ativa há mais de 25 anos, tornou-se uma das quatro maiores bandas do BRock, ao lado de Legião Urbana, Os Paralamas do Sucesso e Barão Vermelho. Atualmente a integram Branco Mello, Paulo Miklos, Sérgio Brito e Tony Bellotto. Já passaram por ela Ciro Pessoa, André Jung, Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer, Nando Reis e Charles Gavin. Algumas de suas músicas de maior sucesso são Sonífera Ilha, Flores, Polícia, Familia, Comida, O Pulso, Go Back, Domingo, Enquanto Houver Sol, Homem Primata, Bichos Escrotos, Cabeça Dinossauro, Prá Dizer Adeus, Marvin, AA UU, Epitáfio, Diversão, Porque Eu Sei Que é Amor...A hitória da banda parece uma odisséia, basta dar um google que verá. Hoje, deixo para vocês a letra e o vídeo da música Prá Dizer Adeus.

Curtam  !!!

Você apareceu do nada
E você mexeu demais comigo
Não quero ser só mais um amigo
Você nunca me viu sozinho
E você nunca me ouviu chorar
Não dá prá imaginar quando
É cedo ou tarde demais
Prá dizer adeus
Prá dizer jamais
Às vezes fico assim pensando
Essa distância é tão ruim
Porque você não vem prá mim?
Eu já fiquei tão mal sozinho
Eu já tentei, eu quis chamar
Não dá prá imaginar quando
É cedo ou tarde demais
Prá dizer adeus
Prá dizer jamais
Eu já fiquei tão mal sozinho
Eu já tentei, eu quis...
Não dá prá imaginar quando
É cedo ou tarde demais
Prá dizer adeus
Prá dizer jamais
É cedo ou tarde demais...
(Tony Belotto)

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Trilha sonora de "Insensato coração" - "Suspicious Minds" - "Elvis Presley" - aqui, no "blog da Marcinha"

Claro, amo Elvis. Já fiz postagem dele e sua música por aqui. Sabem que adoro trilhas de novelas, não é ? Pois é, não poderia deixar de falar sobre esta música interpretada por Elvis e que com ele ficou eternizada. "Suspicious Minds". Esta bela canção é trilha da novela Insensato Coração. Vale a pena ler a letra que deixo para vocês, escutar a música e ver as imagens para matar a saudade. Vamos lá ?


Mentes Desconfiadas
Caímos em uma armadilha
Não posso escapar
Porque eu te amo demais,
meu bem
Por que você não vê
O que está fazendo comigo
Quando você não acredita no que eu digo
Não podemos continuar juntos
Com mentes desconfiadas
E não podemos construir nossos sonhos
Sobre mentes desconfiadas
Então, se uma velha amiga
Vem dizer olá
Continuo vendo suspeita em seus olhos
Aqui estamos novamente
Perguntando aonde eu fui
Você não pode ver que as lágrimas são reais
Estou Chorando
Não podemos continuar juntos
Com mentes desconfiadas
E não podemos construir nossos sonhos
Sobre mentes desconfiadas
Oh, deixe nosso amor sobreviver
Ou seque as lágrimas de seus olhos
Não vamos deixar a boa coisa morrer
No entanto doçura,
você sabe
Eu nunca menti pra você
Yeah, Yeah
Caímos em uma armadilha
Não posso escapar
Porque eu te amo demais, baby
Por que você não vê
O que está fazendo comigo
Quando você não acredita nas palavras que digo
Você não sabe
Caímos em uma armadilha
Não posso escapar
Porque eu te amo demais,
meu bem
Você não sabe
Caímos em uma armadilha
Não posso escapar
Porque eu te amo demais,
meu bem

(Elvis Presley
composição : Mark James)



sábado, 28 de maio de 2011

"Qual é a Cor do Amor"

Hei pessoal, olha só, o PRÊMIO do ESTADÃO chega à sua QUINTA edição. Só que agora, ele traz um belo desafio. Os participantes irão precisar colocar a música na letra inédita de Cazuza. A letra foi liberada pelos pais do cantor, João e Lucinha Araújo. A poesia foi escrita em 1989 e tem um nome lindo: “Qual a Cor do Amor?”. Seja o parceiro musical de Cazuza nesta canção? As inscrições começaram no dia 14 de maio e vai até o dia 22 de junho. Os interessados devem compor uma canção para os versos publicados abaixo e enviar suas gravações até o dia mencionado, ou seja, 22 de junho. Leia o regulamento. Advinha quem são os jurados convidados ? Olha só, Nilo Romero, produtor de vários álbuns de Cazuza, ajudará um grupo de jornalistas do Estado, presidido pelo pianista Amilton Godoy a escolher quatro finalistas. O quinto virá de uma votação pela internet. Esses cinco finalistas serão entregues a um colegiado de pessoas que melhor conheceram Cazuza para darem o veredicto: Nelson Motta, Frejat, Nilo Romero e Zuza Homem de Mello, além dos pais João e Lucinha Araújo. Um show de Frejat em homenagem a Cazuza será feito em São Paulo. Na ocasião, o vencedor vai mostrar a canção pela primeira vez. Procure na net demais informações.


Já se inscreveu? O que está esperando? Esta pode ser sua oportunidade.



Esta é a letra:

Qual a Cor do Amor?
(Cazuza) - 1989

Primeiro é o beijo
Quente, procurado
A língua procurando a outra
E vendo se a boca combina
Se combina o beijo
Meio caminho andado
Depois é a pele
Se a textura vale
O pêlo com pêlo
Ou o pêlo com o seu pêlo
Ou os pêlos com meu pêlo
Ou o medo
Depois o cheiro
Um procura no outro
O cheiro de colônia ou
O Cheiro de prazer
E os dois se embriagam
Ou vão até o banheiro
Depois a cor
O amor tem cor?
Cada amor tem uma cor
Cada beijo tem uma cor
Cor de caramelo doce
Cor de madrugada fria
(Ed. Warner Chappell)